terça-feira, 28 de julho de 2009

O Bidon, Le Bidon, The bottle, La Botella, La bottiglia...

Este post é uma homenagem ao bidon, esta adorável embalagem que nos transporta este precioso líquido que é a água.
Quantas e quantas vezes já os agarramos? Quantas e quantas vezes ficámos com a boca suja de lama ou pó por levarmos o precioso líquido à boca? Quantos já o perderam? Quantos já o esqueceram em casa? Quantas vezes ficamos com sede por estarem vazios ou porque simplesmente o esquecemos em casa? Quantos temos?
Nestes dias de calor, lá tentamos geri-lo com maior ou menor sucesso. Levamos água ou isotónico? Quantas colheres? Meto gelo? Onde será a próxima fonte? Quando é que chegamos a um café? Levo um ou dois bidons? de 500ml ou de 700?
Como é que o lavam? Com água e sal? Com um escovilhão? Fervido? E as tampas? É rara a tampa que consigo lavar como deve de ser.
O CamelBak é o grande adversário. Ou será um amigo? Quando vou na bicicleta de BTT, levo o Camelbak, pois dá para levar mais ferramenta, mais comer, mais um corta vento, mais água. Enquanto levo no bidon uma bebida isotónica.
Este Domingo sai de casa sem eles, tive que dar a volta, precisava deles.
Cheguei a casa estavam ali os dois sozinhos à minha espera.

7 comentários:

o salineiro disse...

Ora aqui está uma autêntica oração ao bidão.

Deixar o bidão em casa!? Ui...

Macrobiótico disse...

Estavas inspirado e disposto a mostrar sua veia poética hein João =)

E te dou toda a razão! Não dá pra passar sem ele. (Aqui no Brasil chamamos de caramanhola. Não me pergunte por que... rsrsrs)

Anthology disse...

como só faço BTT, uso sempre o camel...
O bidon só é utilizado quando faço algum "Raid" e necessito de levar, além da água do camel, algum liquido energético.
Aí sim, levo o bidon.

FRINXAS disse...

Normalmente levo o camel com sias e o ou os bidons com agua

Sandra Matuxa disse...

!!!...HOMENS...!!!

Como poderiam eles saber lavar bem alguma coisa?

Quanto mais um bidon!!!!!

carneiro disse...

em americano: "baidan"

As Minhas Pedaladas disse...

Salineiro, realmente quase uma oração, o bidon merece!!!
Macrobiotico, caramanhola??? que nome tão comprido!!!
Anthology e Frinxas, quando faço BTT, geralmente faço como vocÊs. Na última volta, talvez por andar mais de estrada, levei um bidon na bicicleta e outro atrás no jersey.
Sandra, como é que lavas as tampas dos bidons???
Amigo Carneiro!!! baidan que seja!!!