domingo, 18 de abril de 2010

Castelo e companhia...


Mais uma semana com menos de 4 dias de actividade!
Desta vez só pedalei por duas vezes e comecei a ter aulas de alongamentos, gostei bastante!

Durante a semana lá acordei mais cedo e fiz uma hora a pedalar parado. Já disse a mim mesmo que é isto que deveria de fazer, mas... Ninguém é perfeito, não é?
Talvez agora com as 24 horas de Castelo Branco a um mês de distância e as 24 Horas de Lisboa a 2 meses, meta na cabeça que tenho que treinar mais e como deve de ser, entretanto ainda vou fazer os 100 kms da Maratona de Portalegre. Sim eu sei que está toda a gente farta de lá ir por isto e por aquilo mas eu vou! Das duas vezes que participei fiz os 50 kms (2009, 2007)desta vez serão os 100, apesar de me apetecer fazer mais os 50 sempre a abrir, para ver se fazia melhor do que no ano passado. Gostava de ir a Idanha, que têm uma beleza espectacular, mas é uma semana antes de Castelo Branco e essa é prioritária.
Ontem enquanto uns andavam no Alentejo a pedalar 150 kms eu andei no castelo do rei D.Dinis, com a minha princesa. Foi uma bela tarde para nós e eu acabei por fazer um treino de força, pois grande parte da volta, andei a fazer de cavalo com a princesa de 20kg ás costas.

Hoje saí para ir ter com o meu colega António, objectivo do dia rolar, o ponto de encontro levou-nos aos campos do Lis, onde tivemos uma pequena experiência de ciclocross! Estão a fazer uma ponte nova (não me perguntem onde é que não sei) e tivemos que passar num trilho de terra até uma ponte de madeira improvisada. Fomos ter à Base aérea nº 5 em Monte Real, depois Vieira de Leiria e sempre pela costa até Pataias, passando por São Pedro de Moel. Com vento sul pela frente o que até foi bom para a nuvem do tal vulcão não chegar até nós, pelo menos para já!
Encontramos mais um colega do pedal, o Paulo, mais conversa e pedaladas até Maceira e Parceiros onde paramos para um café e ainda mais conversa. O regresso foi pela subida da Barosa.
4 horas de pedaladas, desta vez com movimento e boa companhia. Sem nenhum plano específico, mandei lixar a cadência (62 ppm média) e utilizei mais o prato grande e mudanças pesadas, mesmo as subidas fi-las sentado. Tenho que ganhar alguma força nas pernas, pode ser que assim consiga. A volta no Garmin.

Já agora, sabem o que é que aquele indicador do lado direito significa? É que de vez em quando aquela luz acende, já procurei no manual mas está em Alemão. Sim já meti o nome daquilo no Google e Babelfish e não deu nada que desse para entender. Deve ser uma coisa super óbvia, tão óbvia que me está a passar ao lado... O carro é um Mercedes 200D com mais anos que alguns de vocês.

5 comentários:

Gabriel Assunção disse...

Boas,
acredito que tenha a ver com alguma luz fundida ou isso...
cumps

Gabriel Assunção disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
NO FLATS disse...

Luz de presença queimada. Por norma os mercedes têm duas lâmpadas de presença de cada lado a trás. verifica se não existe uma delas queimada ou a fazer mau contacto.

Cristina Negalha disse...

tem a ver com os travões. pode faltar o óleo dos discos. é só acrescentar e a luz deixa de ender
ac

As Minhas Pedaladas disse...

Vou verificar.