domingo, 28 de fevereiro de 2010

Tour des Grottes - O Regresso!

Finalmente tenho uns pedais de estrada!
Depois dos cleats montados (na estrada chamam-lhe travessas não é?) e de um teste no trainer de 40 minutos na sexta-feira. Chega a hora de ir para a rua testar o conjunto!
Sem pedalar no Sábado, tive que no Domingo compensar de algum modo essa falta. Por isso o destino foi a Serra D'Aire e Candeeiros para fazer o Tour des Grottes.
Sem chuva até aqui, começo a ver as nuvens cada vez mais carregadas! Para me motivar começo a pensar neste vídeo.
As primeiras gotas aparecem em Alvados. O tempo até nem estava muito frio por isso não levei as capas, mal feito... Chuva=Pés Molhados até chegar a casa!
Em Minde, já sem chuva, apanho a subida para as grutas de Santo António. 14% de inclinação logo no inicio, depois 11 um descanso de 7 e o regresso aos na curva mais 15% . Por curiosidade, a subida têm 2 kms, com um acumulado de 176mt.
Esta subida é impressionante e custa a fazer mas a subida até ás grutas de Santo António é que faz o gráfico da altimetria chegar lá mesmo acima! Desta vez não parei no Café das Grutas tinha os pés molhados.
Pronto, até parei, mas só para tirar esta fotografia. A estrada que está de baixo dos aerogeradores é a mesma por onde passei na semana passada. Depois daqui a estrada é quase sempre a descer, quando cheguei aos 65km/h achei por bem utilizar mais os travões. A recta que passa em Alvados, perto da Pousada da Juventude fez-se bastante bem, o vento que apanhei de frente até aqui, estava a levar-me na direcção que queria.
No horizonte, nuvens e à saída de Porto de Mós mais chuva, agora bem mais forte e que me acompanhou até à Marinha Grande.
Gostei dos sapatos e dos pedais de estrada, a superfície de apoio é notória, dizem que as bases de carbono aquecem os pés, mas não dei por isso... Eles aqueceram e até ficaram dormentes mas só quando me meti debaixo do chuveiro!!!
As pernas aqui estão mesmo sujas com uma mistura de protector solar factor 50, areia e sujidade da estrada. Apesar do protector, já estou com um bronzeado tricolor... Pés brancos, depois castanho (apesar do protector) depois um pouco menos castanho, mais castanho em cima dos joelhos e depois branco outra vez. Já estou a ver a minha figurinha no Verão, só quem andar de bicicleta é que vai entender alguma coisa!!!
Uma boa surpresa foi o pneu de trás. Mesmo com 15% de inclinação nas subidas molhadas não derraparam uma única vez!!! Em Mira D'Aire, um carro passou-me, para logo a seguir travar e virar à esquerda tive que travar e mesmo com a roda bloqueada e atravessada senti a tracção, agora só quero mesmo é meter um igual à frente.
4:28 horas exactamente o mesmo tempo da volta do Sábado passada!!! Não tenho andado com nenhuma motivação para as provas que estão agendas, mas estou a gostar bastante de pedalar e isso é que interessa.
Os dados da volta aqui.

sábado, 27 de fevereiro de 2010

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

As provas que aí vêm.

Já tenho uma ideia das provas que pretendo fazer este ano.
2010-03-21 - Maratona do Centro (TP XCM)
É aqui ao lado e esta têm um gosto especial pois foi a primeira prova em que me atirei para os 80 kms.Este ano a organização está a implementar um novo sistema de partida. Como a prova faz parte do campeonato nacional de Maratonas, os atletas federados partem em primeiro lugar, depois e aqui é que é há a inovação, vão haver secções em que os atletas entram de acordo com a sua ordem de pagamento. O facto de ter a serra é também uma boa razão para aqui voltar.

2010-05-01 - Maratona de Portalegre
Já a fiz duas vezes mas apenas a meia maratona, este ano é para os 100kms. Uma semana depois é a Maratona de Idanha uma das mais bonitas em que participei mas é muito em cima das 24 Horas de Castelo Branco.

2010-05-15/16 - 24 Horas de Castelo Branco
A prova de 24 horas em que tive o meu melhor resultado, este ano o traçado parece ser diferente. As condições para os atletas são boas.

2010-06-12 - 3 Horas Resistência Urbana Leiria
Este ano é a 3ª Edição e é uma prova única que já têm um carisma próprio. A uma semana das 24 horas de Lisboa, não vou querer abusar das pernas, mas também não quero deixar de participar.

2010-06-19/20 - 24 Horas de Lisboa
Este ano será a minha 3ª participação. Espero voltar a ver alguns amigos das 24 horas e fazer mais amigos, é inevitável, 24 horas dá também para isso!

2010-07-04 - Maratona Vale do Vouga (TP XCM)
Falaram-me bastante bem desta maratona por isso faz parte do calendário.

Poderei fazer mais provas, em Abril por exemplo não tenho nada agendado. Mas para agora são estas que estão na lista. Só faltam 3 semanas para a Maratona do Centro.

A heroína.


...a minha heroína!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Fui para a Serra D'Aire e Candeeiros e à praia.

Depois da cafeína de uma bica quase cheia (3/4) e sem intenções de cumprir alguma promessa fiz-me à estrada, direcção Fátima. Aquela subida, em que dantes dava para ver aquele painel publicitário da Pan-Am cheia de curvas, enche-me as medidas... Depois de meter o coração a trabalhar para chegar a Reguengo de Fetal, olho para a tal subida... Mais uma curva e vejo um ciclista ao longe. Um pouco depois começamos a falar, ele era de Tomar e estava a treinar para a Maratona do Centro, entre a conversa e pedaladas a subida foi feita! Na rotunda separámo-nos, eu virei para Pia do Urso, em direcção a Mira d'Aire.
Lá em cima estão as Grutas de Santo António, que fazem parte do Tour des Grottes. Ao descer para Alvados aparece o Gaf mais um colega da sua nova equipa a Casa do Benfica de Pataias. Vamos a conversar sobre o óbvio até Alcobaça.
Faltava ver o mar, destino Nazaré.
4 horas e meia de bicicleta.
Depois do almoço mais uma volta com a minha menina no jardim onde que aprendi a andar de bicicleta, já queria ir a pedalar até casa, acho que tenho companheira para as pedaladas em 2020!!!
Domingo de manhã, está a chover a potes, calças ,capas de neoprene ,impermeável de plástico. Só tenho dois dias por semana para pedalar fora de portas, por isso estava decido a sair. Quando chego à rua, sol!!! Já tinha tido a minha dose de montanha no dia anterior, por isso apontei a agulha para Norte em direcção à Praia da Viera.
Recta para lá e recta para cá.
Uma paragem em São Pedro de Moel, depois a rota do costume Nazaré e um regresso mais rápido a casa com o vento a ajudar. O prato 50 nunca se encontrou com a corrente.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

1 Semana com 10 minutos a pedalar

... Não pedalado grande coisa...
A excepção foi no Domingo, dia em que na Gaia Bike Exhibition, pedalei durante 10 minutos a 250 watts para conseguir umas super meias da X-Bionics, no final apertei mais um pouco comigo e consegui um par de calças todas especiais, isto sem sapatos de encaixe e calças de ganga. Foram 8,500 metros. Pena mesmo foi não ter levado o Garmin para medir a frequência cardíaca é que acho que devo ter dado mesmo o meu máximo. No dia seguinte apareceu por lá o Rui Miranda e fez o melhor tempo dos 4 dias, 10,000 metro!
Voltarei a esta com ele nas 24 Horas de Castelo Branco lá para Maio. Estarei também com o Pedro Maia, que deu dois workshops sobre métodos de treino, foi super interessante e claro a conversa teve que ir parar a Moab, local por onde já pedalou!

Ontem voltei a pedalar parado.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

L'Eroica (Actualizado)


meti o rabo num Brooks e gostei, mas têm que estar montado numa bicicleta com um look mais clássico. É um daqueles selins que tem um certo protocolo de funcionamento, o "quebrar" o banco, passar o creme próprio, esticar o couro.
Quanto à L'Eroica... É tão bom andar de bicicleta não é? A ONIBLA, seria a bicicleta ideal para fazer esta prova.
Haverá alguma prova clássica em Portugal que possa reportar a este estilo de prova?

Neste momento no deserto de Arizona, 24 Horas de Old Pueblo.

Só mais um filme super interessante( para mim), Reportage sur le 11e Tour cycliste du Saint-Laurent en 1965. (Canadá). Uma preciosidade para quem gosta da América, ciclismo clássico com música a condizer.
Se és um Rockabilly ciclista este vídeo é para ti!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Sacrifício? Isto é que é sacrifício!!!

Há quem diga que é o desporto em que o atleta mais sofre...
Realmente, meter um jersey de manga curta, um calçãozinho nas pernas, apanhar com neve e fazer descidas a alta velocidade com chuva gelada em cima... Tem que ser mesmo alguém com espírito de sacrifício!!!

Há pessoal que não gosta de sofrer a andar de bicicleta.
Eu também nunca me meti numa situação destas, mas a verdade é que o sofrimento mexe connosco, até nem estou a falar só ao nivel de desportivo, o que quero dizer é que sem um pouco se sofrimento não conseguimos superar os nossos objectivos, sejam eles ganhar o Tour ou terminar a primeira maratona de 40 kms.

Uma Coca-Cola é sempre uma Coca-Cola, mas quando estamos estafados, cheios de calor e de sede, essa Coca-Cola sabe melhor do que qualquer outra Coca-Cola.

Tokyo 2 Osaka em Fixies.

Talvez lá para o Verão já tenha a minha SS. Fixie?
Não sei, isso é mais difícil, pode ser que quando for ao BFF de 2010, peça ao pessoal para fazer um ensaio!

Passem a Fullscreen e curtam.

JUNKUN Part 1 of 2 from GOOD.is on Vimeo.


A 2ª parte

JUNKAN Part 2 of 2 from GOOD.is on Vimeo.


Já agora e porque está relacionado com a cultura da bicicleta, vejam o post que mais visitas enganadas traz aqui ao blog... Esta coisa das palavras chave...

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Um dia paro no frango assado

A volta de Sábado foi maior que o habitual. Com calma, sem meter o coração lá em cima, quando passava da zona 3, lá tentava abrandar o ritmo. As pedaladas também andaram entre as 70 e as 80 ppm. Para descansar, lá metia uma cadência de 90 ppm.

A volta passou por estes lados, Marinha Grande, Pataias, Alpedriz, Juncal, Aljubarrota, Alcobaça (para a próxima, vou atrás do cheiro do frango assado na brasa, na rotunda do Hospital, acabo por lá passar sempre na hora do almoço...), Facho, Alfeizerão, Caldas da Rainha, Foz do Arelho, São Martinho do Porto (tirei os pernitos), Nazaré, São Pedro de Moel, Praia da Vieira (1 Coca-Cola 20 cl deviam proibir estas garrafas, 90 cêntimos por duas goladas!!!) Vieira de Leiria e Marinha Grande. Gostei porque mantive o ritmo, não exagerei e as pernas não se queixaram.

No Domingo, passei a manhã com o meu tesouro e à tarde fui até São Pedro de Moel matar saudades de andar na areia, foram só 30 a 35 kms, sem registo no GPS, porque a bateria foi-se abaixo. Volta curta a pedalar na boa, sem pressas só a rolar pelo gozo, o coração subiu numa ou duas partes na areia em 22x34. Ainda sei pedalar na areia!!!

A volta de Sábado no Garmin.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

A volta de Domingo e os furos

No Sábado enquanto estava pela minha boleia (ver este post), o meu colega de Geo-Raid, o António telefona-me para ver onde iríamos no Domingo.
Combinámos o encontro em casa do Jorge que por sua vez tinha combinado uma volta com o pessoal do ginásio onde ele anda. Cheguei cedo e ainda bem porque tinha furado novamente... Hum... Estranho, não tinha mais câmaras de ar, ainda bem que o Jorge me desenrascou uma! Lá a montamos, sim verificámos o pneu, mas não tinha nada de especial.
Aqui está ele com a sua bicicleta eléctrica... Pronto, não é propriamente eléctrica, pois ainda tem que pedalar mas tem que a ligar à ficha.
Partimos em direcção a Alcobaça entretanto apareceu mais pessoal, numa contagem éramos mais de 30!!! O plano da volta era ir até ás Caldas da Rainha Foz de Arelho, São Martinho do Porto e regressar pela Nazaré. Depois de subirmos pelo Facho entramos na recta que vai até Caldas da Rainha. Pouco tempo depois vejo que tinha o pneu furado... Pois... O pessoal seguiu mas o António vinha lá mais atrás a acompanhar um colega mais empenado,esquecido pelos colegas. Deixa-me a sua bomba e uma câmara e pronto dei inicio ao meu regresso a casa a solo.
Não mudei a câmara, apenas dei mais ar ao pneu, o furo era lento e era certo que se metesse câmara, esta iria furar novamente. Devo ter dado à bomba mais de 10 vezes. andava 10/15 minutos e metia ar. Só consegui meter ar nas bombas à saída da Nazaré que tinha um manómetro daqueles mais tradicionais com manipulo de lado, as outras eléctricas não consegui meter ar, levava um adaptador.
O que interessa é que cheguei a casa sem precisar de boleia. a volta no Garmin Connect.
Uma inspecção mais atenta ao pneu vi que a tela estava cortada, resultado de um furo causado por um vidro numa volta que dei em Outubro. Já tenho pneu novo.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

2 Voltas 2 furos (Actualizado)

Sábado, 10:12, saio de casa. Estava a pensar ir em direcção à Praia da Vieira, mas era por lá que passeavam umas nuvem negras. Por isso apanho um impermeável sigo em direcção ao Sul, mais concretamente, Nazaré.
Chegado a Pataias, vejo lá ao longe dois ciclistas. Para "brincar" aos campeões, dei mais ao pedal para ir ter com eles. Eram dois colegas do BTT do grupo Genesse da Batalha, acompanhei-os até à Nazaré e depois de uma paragem num café e de meter a conversa em dia, voltamos.
Na Martingança separamo-nos, sigo pela Burinhosa em direcção ás praias, tinha 40 quilómetros feitos e estava com esperança de ver o sol. Quase a chegar à rotunda das paredes, furo.
"OK, sem problema meto uma câmara e o assunto está resolvido. "- Pensei eu...
Mas não, não foi isso que aconteceu, meti a câmara nova, até aqui tudo bem. Mas quando vou a dar à bomba, nos 60 PSI, oiço o ar a fugir todo e eu com uma bomba com uma ponta de válvula partida na mão... A válvula era alta de mais e não tinha mais câmaras. Azelhelhisse não é? Acontece!
Meia hora depois, chega a minha boleia. Creio que nunca me tinha acontecido isto, mas há sempre uma primeira vez não é?
Tenho que começar a escolher melhor as estradas por onde passo...
A volta no Garmin Connect.

Domingo
Bem, no Domingo foi mais do mesmo, mas a caminho das Caldas da Rainha, o relato fica para amanhã...
Preciso de um pneu...