segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Em cima de 2.2 de pneu

Sem nenhum objectivo específico para provas ou alguma coisa do género, as voltas durante a semana diminuíram. Restam os fins de semana, os domingos mais especificamente, ainda mais especificamente, domingo ao fim da tarde.
Na semana passada saí na bicla de estrada, andei na ciclovia e o resultado foi um furo. Há pessoal que se diverte a atirar garrafas para a ciclovia... Como os pneus furados não se remendam sozinhos, levei a Gary Fisher, e ainda bem que o fiz. Já tinha saudades. A volta foi curta, não me entendi com o Garmim, por isso não tenho o trajecto da volta.
Enchi o bidon, mas ficou na cozinha, por isso parei na Ponte Nova e em São Pedro de Moel.
Segui para Água de Madeiros.
Uma das praias dos meus tempos de Teenager.
Quando cheguei à praia das Paredes da Vitória, e na ausência do bidon...

7 comentários:

camoes disse...

Que enorme ressaca de bicicleta !! Espero que o regresso esteja para breve, este é um desporto ingrato, tal como dizia o Greg Lemond : "...It never gets easier, it just gets faster...". E o equilibrio familia, desporto, competição é muito dificil. Um abraço de outro "29er". Luis

As Minhas Pedaladas disse...

Luís é bom ver que há cada vez mais 29ers, Os vencedores da Transalp deste ano tinham 29ers rígidas! Não parei de pedalar apenas não estou com espírito de provas, mas pode até aparecer uma prova que eu interessante e participe.
Greg Lemond, é que tem razão eu só não consigo é ser mais rápido;)

nanex disse...

curiosamente tb ja sinto a época a molestar-me. A frequencia de saidas em bicicleta diminuiu e o corpo e mente ja so pedem descanso. Quando assim é convem parar para regressar mais forte e convicto.

As Minhas Pedaladas disse...

Nanex, parado já eu estou! Mas já tenho umas coisas em mente para os próximos tempos e tem haver com roda fina.

camoes disse...

Mas há que viver com as duas pois cada uma tem o seu encanto e as sua especificidade. Eu em 1989 entrei pela roda "grossa" e só mais tarde aderi à "fina" mas cada uma delas oferece algo especial. No Sabado, a Bianchi retro ( anos 80 aço e Campagnolo de 5 velocidades no quadro) deslizava na estrada do Guincho fresca de maresia. Mas no domingo a 29er em Sintra gozava a inesperada chuva, com as gotas a estalar no pó do trilho. Abrc. Luis

carneiro disse...

Estive 8 anos sem meter uma única imperial por causa do peso. Cerveja e batatas fritas foram duas comidas omitidas em absoluto.

Mas este ano já bebi umas imperiais... A Estrela Castilla ou lá como se chama é uma coisa fabulosa. Ou então foi o ambiente dos motorhead...

Quando pedalo nunca meto alcool. Eu já ando sempre nos limites, se cometo um deslize fico apeado.

Mas a fotografia é expressiva. Até faz sede.

Experimenta em SuperBock...Iso da sagres anda a perder gás...ehehehe

Abraço.

PS. Ao contrário do menino que está sem objectivos, eu já ando a dar visando os 200.

As Minhas Pedaladas disse...

Amigo Carneiro, a minha preferida é Tagus e depois ainda não tenho problemas de peso pelo menos por enquanto...
Tenho as bicicletas a precisar de uma atenção especial.
Também estou a fazer conta com esses 200kms...