terça-feira, 6 de outubro de 2009

As minhas últimas pedaladas

Nas últimas semanas tenho andado mais a fazer estrada, principalmente ao fim do dia com o meu parceiro para o Geo-Raid, o António.
Na Segunda feira logo de manhã, meti a bicicleta no rolo e rolei... 45 minutos mais ou menos lentos a recuperar da volta do domingo.
Na terça-feira juntamo-nos ao grupo da estrada para fazermos 1:40 em que o coração subiu até aos 178 bpm. Foram feitos alguns sprints, desta vez tentei acompanhar alguns. Num deles, depois de me calhar ir à frente (não posso ir sempre à boleia), lá tentei arrancar, como era de noite, já tínhamos as luzes ligadas. Posso dizer que adorei ver a sombra das bicicletas para um lado para o outro a ver quem conseguia ganhar o sprint!!! Não consegui ganha-lo, uma mudança leve de mais fez-me pedalar que nem um doido!!!
Na quinta-feira, lá estávamos nós batidos, mais estrada, desta vez partimos em direcção ao Juncal e aos Montes. Não me estava a sentir a 100%, mas lá fui. Era para fazer algumas subidas, quando a inclinação começava, lá tentava eu manter-me junto dos primeiros, como havia jogo do Benfica, o grupo resumiu-se a 6 elementos, portanto, o que eu tentei mesmo foi ver se me aguentava no grupo... Cada vez que tentava sair atrás de alguém até aguentava, mas depois, em vez de conseguir manter, tinha que abrandar e pumba, já estava na cauda do grupo... A chegar à rotunda da Zona industrial de Pataias calhou-me seguir na dianteira... Vínhamos a 33/35 kms/h e a subir.. Ainda aguentei-me assim uns 3 ou 4 minutos, o coração sempre a 175/179bpm. Depois de me passarem, já não consegui agarrar-me a ninguém. A subida tornou-se mais pronunciada e o máximo que consegui foi mantê-los à vista!!! Mas foram porreiros, esperaram por mim e lá me deixaram apanha-los em Pataias, meti-me no meu lugar e fui na cauda o resto da volta. Foram 2 horas de treino com 30 minutos acima dos 160 bpm.
Sábado, fui com o António e o Miguel até à Figueira da Foz.
O GeoRaid é dentro de duas semanas, e quisemos simular dois dias seguidos de bicicleta. Se António já está habituado a saídas de vários dias seguidos, eu nem por isso, já fiz provas de 24 horas mas não é bem a mesma coisa. Ás 9:45 lá partimos nós, uns atrás dos outros, chegamos a rolar a 40kms/h!!! Como a minha reserva de bebidas e barras energéticas está esgotada, o regresso foi um pouco mais difícil, terminamos com uma média de 29 km/h e 127 kms feitos. Gostei, já há muito tempo que queria ir até Figueira da Foz. Para a próxima talvez um almoço em Peniche...
No Domingo, voltei a andar na Gary Fisher, que saudades de andar nas pedras, buracos e de sentir a bicla a derrapar!!! Fomos fazer umas subidas para o lado das Cortes em Leiria. Começamos por fazer o track da Maratona do Centro, enganamo-nos de propósito e fizemos a subir alguns trilhos em Curvachia, claro que depois fomos desce-los novamente, pois é assim que eles devem ser feitos. Seguimos para o momento mais alto da volta, a subida até ás antenas na Senhora do Monte. Pôr a bicicleta em andamento foi dificil, tal era a inclinação... Manter uma cadência certa sem estar constantemente a mudar de velocidades, foi o conselho do António. Nem sempre consegui respeita-lo mas lá chegamos ao cimo do monte.
Senti-me cansado mas acho que foi do calor e da falta da bebida energética, só em situações mais extremas é que notamos a sua falta, como tinha feito 127 kms no dia anterior e estava muito calor, fui-me abaixo. Depois de bebermos uma coca-cola, iniciamos a nossa volta de regresso, a 30/35kms/hora em estrada... Ficou por fazer mais uma subida daquelas valentes, mas não somos profissionais e o nosso treino é basicamente para aguentar o GeoRaid sem sofrer muito. Quer dizer, sei que vou sofrer, mas não quero é ficar completamente de rastos. Dá para entender?
Ontem, dia de feriado, tentei respeitar o melhor que podia o que se deve fazer num treino de recuperação. Ás 8:30 fui a São Pedro de Moel. Não meti a talega uma única vez e deixei-me andar sem meter pressão nenhuma nas pernas. Sempre levezinho a não ser na subida para as piscinas, 34x25 feita ora em pé ora sentado. A estrada como estava húmida o pneu derrapou um pouco. A volta deu também para começar-me a habituar a rolar com a bicicleta de estrada em piso molhado. Estou com algum receio em pedalar com chuva, uma coisa e certa, não vou poder encontrar muitas subidas, pelo menos com os pneus que tenho.
O GeoRaid é dentro de 2 semanas!!!!

2 comentários:

MYRAGE disse...

Boas forças para o GeoRaid.
E caso te sirva de consolo, eu não confiava no acumulado. A coisa ficará por menos ;)

MY

As Minhas Pedaladas disse...

Não sei se era menos do que pensava, custou-me bem a fazer!!!!