quinta-feira, 12 de junho de 2008

Última volta antes das 24 Horas de Lisboa.

Hoje fui até à Nazaré para testar a bicicleta depois de ter ido à Lenamotos mudar os cabos e para uma afinação geral.
A ideia era também tentar no terreno manter os batimentos cardíacos abaixo dos 130 BPM algures entre 60 e 70% da frequência cardíaca máxima.
Passei por um casal a viajar de bicicleta em autonomia, na secundária cheguei a ir passar um fim de semana assim com um colega meu e foi bem giro, tenho que passar umas férias assim também!
È sempre bom ir respirar o cheiro do mar à Nazaré. Já cheguei aqui a falar na subidas dos correios da Nazaré, ainda é um bocado inclinada o que ajuda a aumentar o esforçoDesta vez usei o prato 22, normalmente faço com o 32 , mas como não me queria cansar.
Quanto à bicicleta, continua a fazer aquele barulho irritante, creio que é do selim, já meti massa no tubo mas não resolveu o problema. faz mais quando estou sentado mas quando pedalo em pé com mais força também faz um barulho mais ou menos parecido, se for algo mais espero que seja dos pedais. A distância da manete dos travões foi alterada, tenho que repor na distância que mais gosto, mais perto do punho. Os punhos estou satisfeito acho que as mão vão aguentar melhor a prova.
Quanto à tentativa de manter as pulsações a um nível a baixo, não consegui...
Média 134 BPM, Máximo de 167BPM 605kcal/hora feito em 1:22 hora.
Mas também não me senti minimamente cansado ou desgastado, na subidas optei por por mudanças mais leves e concentrar-me na respiração, que creio que é o meu maior problema, quando não penso nela, creio que acabo por pôr pouco ar, o que faz com que o coração seja obrigado bater mais vezes. No próximos treinos vou dedicar mais tempo a fazer os treinos intervalados com vários sprints e descansos entre eles.
Na volta da Nazaré reparei que havia vários polícias nas rotundas, será que eram por causa da minha última volta antes das 24 Horas??!!!

Não, afinal era a nona edição do Grande Prémio Internacional CTT em ciclismo que tinha começado em Alcobaça e acabou na Figueira da Foz. Não era a volta de ciclismo da EDP! Bem perto de Pataias fiz um curtinho Sprint para apanhar a sombra e os ciclistas na rotunda, aquilo é que é andar depressa!!! Faltam mais duas noites para Lisboa...

1 comentário:

Gualdino disse...

Boas João, felicidades e que tudo te corra pelo melhor.

Abraço GAF